A place where you need to follow for what happening in world cup

O Pavão Misterioso – Literatura de Cordel

1 635

Olá, pessoal, vocês gostam de literatura de cordel? Hoje vamos apresentar um dos mais populares romances de cordel que existe: o romance do Pavão Misterioso.

pavão misterioso

O romance em cordel “Pavão Misterioso” é bastante antigo e remonta do início do século passado. Quem escreveu? Ninguém sabe ao certo, o que se sabe é que se tornou uma das histórias que maior difundiu a literatura de cordel pelo Brasil.

Confira abaixo alguns detalhes sobre o cordel Pavão Misterioso.

O que é literatura de cordel? Quando surgiu a história do Pavão Misterioso?

A literatura de cordel é uma forma de contação de história bem específica, característica da região nordeste do Brasil, essa literatura conta uma história de uma maneira rimada e bastante ritmada, lembrando a música característica da região.

o-pavc383o-misterioso-1-713x1024-5522966-9619999
Imagem da capa de um cordel de O Pavão Misterioso

É importante ressaltar que a literatura de cordel já existia em Portugal, oriundo dos relatos orais dos trovadores medievais, quando chegou ao Brasil em meados do séc XVIII e foi abraçado em meados do séc XIX, ganhando força no interior do Nordeste.

O que é a história do pavão misterioso?

Existe no nordeste desde muito tempo a lenda de um pavão encantado, que poderia alcançar léguas e léguas em seu voar mágico. Baseado nessas histórias, o cordel publicado em 1923 possuía o seguinte enredo:

Eu vou contar uma história

De um pavão misterioso

Que levantou voo na Grécia

Com um rapaz corajoso

Raptando uma condessa

Filha de um conde orgulhoso.


Início do romance em cordel “O pavão misterioso”

A história inteira se passa no exterior, e consiste na história de amor de um homem rico que se apaixonou por uma condessa, tão bela que era apenas exibida ao povo uma vez por ano para que a admirassem, permanecendo presa em uma torre.

81e1156611a8bcc1606e411c22fe5e09-1-1024x725-6205068-4801254
Cartão postal que faz referência ao Pavão Misterioso

O homem rico, natural da Turquia, decide morar na Grécia a fim de falar com a condessa e pedi-la em casamento. Para tanto, conta com a ajuda de um habilidoso inventor para criar um pavão mecânico, com o qual com o seu suave e preciso vôo, alcançaria a torre da condessa.

A polêmica por trás de quem originou o cordel do Pavão Misterioso

Em pesquisas as pessoas sempre encontrarão como autor do romance em cordel, o cordelista paraibano João Melchíades Ferreira da Silva. No entanto, há controvérsias quanto a sua criação original.

jos-carmelo-de-melo-resende-7754062-4365859
José Camelo de Melo Rezende, tido como autor original do romance

Acontece que existia um cordelista, também paraibano chamado José Camelo de Melo Rezende, onde diz-se que em meados de 1920 já havia escrito o cordel, mas que, precisando ausentar-se da Paraíba por problemas pessoais, indo ao Estado do Rio Grande do Norte, teve sua obra roubada.

Como ler O Pavão Misterioso?

Existem várias versões e edições publicadas do cordel desde quando ele foi lançado, nós aqui do Demonstre iremos disponibilizar um link muito útil do cordel sendo narrado para pessoas deficientes visuais, com acompanhamento em libras para os deficientes auditivos que não saibam ler:

O vídeo é propriedade do canal Acessibilidade em Bibliotecas Públicas.

Curiosidades sobre o Pavão Misterioso na cultura popular

É bem possível, se você é do nordeste, ter ouvido falar em algum momento do Pavão Misterioso, principalmente por sua avó ou bisavó. Aqui vai algumas curiosidades sobre o Pavão na cultura popular:

E então, conhecia alguma dessas referências populares do cordel?

Gostou de conhecer sobre o cordel que mais popularizou essa literatura no país?

Não esqueça de compartilhar nas suas redes se você gostou e comentar o que você sabia ou não sabia sobre o Pavão Misterioso. Se você é nordestino, orgulhe-se dessa genuína obra da nossa terra!

Não deixe de conferir outros posts sobre literatura no Demonstre: Melhor livro de literatura infantil da literatura brasileira.

1 comentário
  1. […] e folheteiros, como são conhecidos os vendedores de livros, já podem comemorar, pois agora a Literatura de Cordel é Patrimônio Cultural Imaterial Brasileiro”, anuncia o […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More