Camilo Santana e CNTE alcançam consenso: diálogo é a palavra de ordem para a Educação!

0
Avalie este artigo!

Nos últimos dias, o setor educacional do Ceará ganhou um grande destaque, pois o governador Camilo Santana e a CNTE (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação) conseguiram estabelecer uma relação de diálogo e consenso.

Baixe nossas atividades em alta qualidade!

Esta conquista representa um passo importante para o reconhecimento da profissão de professor, sendo tão essencial para o desenvolvimento social e intelectual do nosso estado.

Reunião entre MEC e CNTE para discutir Educação

Resumo da reunião:

PersonagemOrganizaçãoAção
Camilo SantanaMECReunir com a CNTE
CNTEConfederação Nacional dos Trabalhadores da EducaçãoApresentar 13 pautas relacionadas à educação
Presidente da CNTEConfederação Nacional dos Trabalhadores da EducaçãoAvaliar que o diálogo é a palavra de ordem para a Educação

Camilo Santana e CNTE alcançam consenso!

Nesta quarta-feira (15), o ministro da Educação, Camilo Santana, e uma comissão da Confederação Nacional dos Trabalhadores da Educação (CNTE) se reuniram visando alcançar um consenso nos diversos pontos relacionados à educação brasileira.

camilo santana e cnte alcancam consenso
Acordo fechado. Fonte/Reprodução: original.

Após duas horas de encontro foi estabelecida uma agenda conjunta de trabalho entre as partes envolvidas, cujo objetivo é reconstruir os prejuízos causados na educação brasileira nos últimos anos.

Pautas discutidas

Durante o encontro foram apresentadas 13 pautas relacionadas à vida dos profissionais da educação nos diversos níveis federativos, assim como políticas educacionais que cabem ao MEC.

Entre elas estavam o piso salarial para o conjunto dos profissionais da educação, a formação continuada para a categoria, o novo ensino médio, a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), a escola cívico-militar, a educação domiciliar, e a lei da mordaça. Além disso, foram discutidos aspectos relacionados à estrutura de financiamento para o setor.

Avaliação do presidente da CNTE

A avaliação do presidente da CNTE é de que este encontro pode ser entendido como o início de um trabalho conjunto que permitiu êxitos nos primeiros governos de Lula. A participação social permitiu um Plano Nacional de Educação com 20 metas nas quais 17 têm as digitais dos trabalhadores. Assim, volta-se ao diálogo com o MEC para reconstruir o que foi feito errado nos últimos anos.

Perguntas Frequentes

O que foi discutido na reunião?

Na reunião foram abordados 13 pontos relacionados à vida dos profissionais da educação nas esferas municipais, estaduais e federal, assim como políticas educacionais que cabem ao MEC.

Entre os temas estavam o piso salarial para o conjunto dos profissionais da educação, a formação continuada para a categoria, o novo ensino médio, a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), a escola cívico-militar, a educação domiciliar e a lei da mordaça.

Qual foi o resultado da reunião?

No final do encontro foi estabelecida uma agenda conjunta de trabalho entre o MEC e CNTE visando reconstruir os prejuízos causados na educação brasileira nos últimos anos.

Deixe um comentário